Dicas para empreendedores – do básico ao avançado

Tempo de leitura: 12 minutos

Dicas para empreendedores é um artigo escrito de empreendedor para empreendedor.

Se você está pensando em empreender, isso já é uma ótima notícia.

Confesso que no desenvolvimento de uma ideia, para transformá-la em um negócio dá um “friozinho na barriga”.

Tenho tantas dicas para empreendedores que eu poderia incluir aqui, mas quero deixar essa sua leitura mais fácil, digestiva e objetiva.

Por isso selecionei algumas dicas fundamentais que julgo importantes em sua iniciativa, essas dicas são fruto das minhas próprias experiências.

Sobre uma mesa, duas folhas de papel com informações de desempenho de uma empresa, na mesa também um celular e uma caneta

São conclusões sobre negócios que levei anos para descobrir.

Um pequeno e importante conselho:

A vida do empreendedor não será fácil, tudo leva tempo, mas saiba que TODAS as escolhas serão suas.

Poder ter suas próprias escolhas e definir caminhos é um benefício da vida do empreendedor. Aproveite isso de verdade.

E isso é o ponto mais importante de todo o aprendizado que está por vir.

O empreendedor toma a rédea da sua vida e das suas iniciativas.

Então, vamos lá?

# 1. Dicas para empreendedores – na concepção do negócio.

# 1.1 Você pode definir o que você QUER.

Por exemplo:

  • Negócios que gerem recorrência, assinaturas com renda frequente a partir de uma adesão;
  • Negócios pela internet;
  • Negócios que movimentem força de vendas direta;

# 1.2 Você pode definir o que NÃO quer.

Por exemplo:

  • Negócios que possuam ponto de vendas físicos (se for no Brasil, em função da violência);
  • Negócios que demandem trabalhar no final de semana de forma constante;

# 1.3 Você pode listar suas reais competências para facilitar a análise de negócios que estejam alinhadas a elas.

Por exemplo, eu sou bom em:

  • Criar formas de vender mais e melhor;
  • Apresentações em público;
  • Naturalidade para negociações;
  • Experiência como gestor de um negócio no segmento de alimentos;
  • Conhecimento avançado sobre o negócio de franquias no Brasil;
  • Conhecimento avançado sobre pequenos negócios;
  • Entendimento do ecossistema empresarial e visão generalista sobre ações e resultados;

# 1.4 Você pode listar competências que precisa e quer desenvolver para o futuro, estudar é algo para sempre.

Por exemplo, o que eu quero fazer e me preparar:

  • Estudar inglês;
  • Restabelecer contatos empresariais importantes;
  • Ser menos agressivo/assertivo e mais observador e astuto, afim de influenciar pessoas para resultados;
  • Cuidar ao estabelecer sociedades, complementariedade no trabalho, competências e divisões de tarefas;

# 1.5 Você pode relacionar áreas de impacto e que acredita terem resultados promissores para novos negócios.

Por exemplo, áreas que eu vou estudar:

  • Que dizem respeito aos cuidados das mulheres (beleza);
  • Que resolvam problemas normais da terceira idade;
  • Que estejam ligadas aos animais domésticos;
  • Que se tenham causas relacionadas à educação;
  • Que possam facilitar a operação de pequenas e médias empresas;

Conheça outros artigos que escrevi: Ideias de Negócio – Por onde começar [ artigo ]

# 1.6 Cuidado com investidores e sócios.

  • Tome cuidado, a sociedade entre um operador e um investidor é muito comum, porém há investidores que não valem a pena;
  • Pesquise sobre o perfil deste seu parceiro, isso no futuro vai fazer a diferença;
  • Pense no cenário onde tudo dá errado e entenda como seria a atitude deste sócio em relação à parceria, pergunte “e se tudo der errado?” (documente isso);

sentados em uma mesa, três bonecos em reunião

# 1.7 Proteja sua marca.

  • Jamais coloque a sua marca como razão social do seu negócio, a razão social apenas serve para indicar uma referência para sua empresa, enquanto a marca É o seu negócio.

Conheça outros artigos que escrevi: Projeto empreendedor, marcas que vendem [ artigo ]

# 1.8 Sobre prestadores de serviços.

  • Eu conheci vários tipos de prestadores de serviço, se você quer sobreviver, é necessário ter ao seu lado os melhores, mais produtivos, mais flexíveis e geradores de possibilidades (dentro da lei).
  • Prestadores de serviços são movidos à pagamentos em dia, atrasos em pagamentos para estes impactam na qualidade do suporte, no final das contas, se você vai pagar, com os atrasos, terá tido um nível de suporte bem inferior se tivesse pago em dia.

Conheça meu curso sobre plano de negócios, veja o link a baixo:

# 2. Dicas para empreendedores – na fase inicial do negócio.

# 2.1 Como eu terei que conduzir um novo negócio. (aspectos chave)

  • Treinamento contínuo de equipe;
  • Chamar a responsabilidade para o senso de time;
  • Gerar perspectivas, mas ser transparente e conservador com a causa;
  • Não envolver a família na continuidade de um negócio, recomendo apenas no início, enquanto é preciso de esforço sem muito recurso disponível: deixe claro que essa ajuda deve ser temporária, para evitar desgastes;

# 2.2 Os problemas e como lidar com ele.

  • O momento presente é o “presente”, pra vencer a luta, você precisa entender que tudo que acontece em sua vida são colocadas pelo universo
    de forma natural, e as oportunidades são aprendizados de evolução espiritual.
  • Que “presente” os problemas de fato estão trazendo para sua vida? (isso é real, supere os problemas e aprenda com isso).

Conheça outros artigos que escrevi: Não tenha medo de empreender na crise [ artigo ]

# 3. Dicas para empreendedores – nas finanças.

# 3.1 Ao longo da jornada sempre tenha à mão o plano de saída;

# 3.2 Ao fazer captação financeira, levar em conta um potencial comprador para todo o negócio;

# 3.3 Faturamento é ego, lucro é ilusão o que importa é fluxo de caixa;

  • Entenda isso, e você será feliz. Número de lojas, faturamento, lucro econômico, é tudo tão bonito de ver. Mas o seu caixa, esse recurso que está ali é o seu verdadeiro oxigênio. (não ignore isso).

# 3.4 Situação de lucro ou prejuízo é temporário.

  • Eventualmente o reflexo de sua operação poderá oscilar o resultado entre lucro e prejuízo, isso não é ruim.
  • O prejuízo poderá ser administrado, mas não deve ser considerado normal.
  • No início de um negócio, é comum que você opere no prejuízo, e isso deve ser considerado no plano.

# 3.5 Se possível construa uma poupança de segurança.

  • Quando você chegar nesta poupança é sinal de que deve pensar em abandonar o barco.
  • A ideia da poupança é o de proteger o seu patrimônio pessoal. (eu não consegui fazer isso)

# 3.6 Controle suas ideias.

  • Entenda que toda ideia nova executada é um investimento que requer tempo e irá drenar o seu caixa.
  • Estabeleça um cronograma de lançamento de projetos anuais, ou um número de projetos possíveis.
  • As oportunidades de negócio sempre vão existir, mas todas as oportunidades terão um tempo para amadurecerem.

4 bonecos em pé, sendo um deles apresentando uma ideia para os outros três

# 3.7 Impostos

  • É possível deixar de lado o pagamento de impostos para usar o recurso como capital de giro, mas caso a empresa tenha continuidade, a conta vai ter que ser paga em algum momento.
  • Deixar de pagar impostos gera multas e juros altíssimos.

#4. Dicas para empreendedores – nas iniciativas de vendas e marketing.

# 4.1 Construindo a sua rede.

  • Na construção de uma rede, fique atento aos “parceiros” que jogam contra, eles vão sugar a sua energia e vão constituir uma ameaça indesejada, trabalhe com inteligência e evite quando possível, um bom questionário/entrevista poderá identificar estes perfis.

Conheça outros artigos que escrevi: Técnicas de vendas para empreendedores [ artigo ]

# 4.2 Os efeitos de marketing terão impacto no médio e longo prazos.

  • O resultado de hoje, é o resultado do que você fez há 3, 6 meses atrás.

# 4.3 Entenda o funcionamento do seu mercado.

  • Trabalhar no varejo é muito bom e dinâmico, mas exige profundo conhecimento de ferramentas de comunicação.
  • Canais intermediários geram margens menores, mas em pouco tempo você cria uma sustentabilidade para sua operação.
  • Enquanto no varejo você precisará ser um expert em ofertas, em canais intermediários você precisará ser expert em relacionamento.

# 4.4 Não subestime as vendas.

  • Sua equipe precisa estar sempre preparada para atender o cliente, já tive experiências em que a equipe estava relaxada por falta de movimento momentâneo e que de uma hora pra outra o negócio “bombou”. Ser pego despreparado não é bom.

# 4.5 Trabalhe com o que você tem de melhor.

  • Não economize, o cliente percebe quando você quer economizar, e na maioria das vezes, o tipo de economia é mesquinha e faz pouco diferença.
  • Conheço muitos restaurantes que se dizem preocupados com os clientes, mas no recipiente do azeite extra virgem de oliva colocam óleo de soja. (eu percebo a diferença, isso vale a pena?)

# 4.6 Construa uma base de informações de seus clientes.

  • Enquanto você está vendendo bem, a preocupação maior é o de atender o cliente, mas com o tempo você precisa construir uma estratégia para vender mais e melhor, e isso só será possível com um bom banco de informações.
  • Com a informação, você pode desenhar ofertas que atendam exatamente o que seu cliente procura, além de poder movimentar o seu negócio em épocas não tão produtivas.

Conheça meu curso online sobre tipos de ofertas, ficou muito legal.

# 4.7 Cuide da sua marca.

  • Consumidores não compram produtos, eles compram valor percebido nas marcas.
  • A sua marca é o seu maior patrimônio, nunca esqueça disso.
  • Os produtos fazem parte do negócio, porém, produtos vem e vão, o importante é atender necessidades e desejos dos consumidores.

# 4.8 Não invente moda.

  • Menos é mais.
  • O cliente está cheio de informação e tem preguiça para aprender sobre um novo produto ou ideia. Você precisa simplificar e ir direto ao ponto.

# 4.9 Pense nos 4 Pês de Marketing.

  • As ferramentas de marketing, são a base para o seu trabalho:
    • Produto: o que cliente vê e compra, algo que atenda uma expectativa / um desejo, algo que tenha valor;
    • Preço: o custo percebido do que está sendo comprado, se vale a pena ou não empregar recursos em seu negócio;
    • Praça: é o acesso do cliente ao seu negócio, como ele chega até você para comprar o que você diz ter, é a conveniência de chegar;
    • Promoção: é como você é entendido e escolhido pelo cliente, é como você se comunica e atua para atraí-lo para seu negócio;

Conheça outros artigos que escrevi: Marketing Mix (ferramentas de marketing) [ artigo ]

#5. Dicas para empreendedores – na condução do negócio.

# 5.1 Cuidado às contratações de funcionários.

  • Avalie a cada dia, e corte se tiver o mínimo de dúvida, o contrato de experiência tem um fundamento;

 # 5.2 Venda participação se possível.

  • Sobre a venda de participação em seu negócio, seja conservador nos percentuais, pois em momentos de crise, talvez seja necessário “queimar” gordura para a sobrevivência.
  • O empreendedor/operador sempre terá 100% do risco, mesmo vendendo sua participação e incluindo novos investidores.
  • Esteja disposto a conceder até um limite para que ainda seja atrativo fazer parte do negócio. (não trabalhe para os outros)

# 5.3 Se o negócio não vai bem.

  • Não remendá-lo com nova estrutura societária ou novos CNPJs; (eu aprendi isso à um preço bem alto)
  • Não se considere um super herói, a auto-confiança e a capacidade de resolução de problemas pode ser uma força, mas às vezes as coisas tornam-se incontroláveis.

 # 5.4 Relacione o que te faz bem, e também aquilo que não te faz bem.

  • A condução de um negócio e o amadurecimento permitem que o empreendedor possa saber exatamente o que NÃO quer, desta forma você pode refinar seus próximos projetos para a felicidade plena.

boneco empreendedor em cima de uma lâmpada

# 5.5 Se você fechar o seu negócio.

  • O encerramento de um negócio pode ser doloroso, mas a experiência é suficiente para a reconstrução de algo mais prazeroso, estável, sustentável e alinhado ao seu auto-conhecimento.

#6. Dicas para empreendedores – questões para ler, refletir e guardar:

  • O sucesso não é uma boa ideia nem o que você conta no facebook.
  • Sucesso é a sua capacidade ter compradores para o seu negócio e se manter com isso.

Este artigo que escrevi, é uma descrição de aprendizados que tive em mais de 20 anos de experiência.

Dicas para empreendedores não é um assunto simples de apresentar, pois quando falamos com empreendedores, as histórias de cada um serão muito diferentes.

Meu objetivo não é ensinar você com minhas dicas para empreendedores, e sim relacionar pontos que julguei importantes desde a concepção de meus negócios até o encerramento de alguns deles.

Se você é empreendedor ou pretende empreender, você tem o meu respeito e admiração desde já, acredite nisso.

Você terá muitas histórias para contar, você vai ser livre, será responsável pelos seus passos e também enfrentará muitos problemas novos todos os dias.

Depois que descobrir o mundo dos empreendedores, você nunca mais irá querer ser um empregado.

Aproveite o seu caminho, é isso que realmente importa.

Mais importante que a chegada é o caminho.

Seus sonhos, suas experiências, o que você construir neste caminho: relacionamentos, parcerias, aprendizados, histórias, são questões que ficarão com você para sempre.

Dicas para empreendedores foi um artigo muito desafiador pra mim, espero que possa ter contribuído para que você tenha dias melhores daqui pra frente.

Um abraço, Rodrigo.

Ah, se você veio até aqui, clique na imagem a baixo, use 30 segundinhos e conheça meus cursos online sobre negócios, empreendedorismo e marketing, tenho certeza que você vai gostar.

Fotografia de Rodrigo Miranda em preto e branco com um coração vermelho grande

Se quiser um desconto (alguns com até 80% de desconto), no final do artigo ao lado tem links para meus cursos online: Cursos online – Udemy

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + dezoito =