Franquias de Sucesso e a verdade não contada

Tempo de leitura: 17 minutos

Antes de sair visualizando listas intermináveis de opções de investimento leia este artigo sobre franquias de sucesso.

Não feche negócio de franquias antes de ler, pois neste artigo contaremos a verdade sobre o tema.

Eu até poderia recomendar “as 10 franquias ou 20 principais franquias de sucesso”, mas é importante que você saiba algumas coisas antes.

Ao longo do artigo, eu deixo materiais para você baixar sobre isso, não se preocupe, o foco agora é o aprendizado.

Mas quem sou eu para escrever sobre este tema? Eu montei uma rede de franquias com mais de quarenta lojas no segmento de alimentação.

E em menos de quatro anos eu tive que modificar totalmente o modelo de negócios para não quebrar.

Eu já fui um franqueador.

Também já estive no seu lado, e entendo perfeitamente quais são as dúvidas de quem quer empreender através de uma franquia.

Leia o artigo com atenção, e no final eu deixo um presente para você. Mas leia tudo antes, é importante.

Logo após eu me formar em administração de empresas, eu visitei pela primeira vez uma feira de franquias e fiquei maravilhado com as opções que vi.

Fazer parte de uma rede de franquias de sucesso era o meu sonho naquela época.

E eu estou imaginando aqui a quantidade de pontos de interrogação na sua cabeça estudando sobre o assunto.

Banner com chamada - clique aqui - direcionando para categoria empreendedorismo site Partiu Empreender

Então, eu resolvi escrever sobre os seguintes tópicos para te ajudar nesta análise:

  1. O perfil de quem busca franquias;

  2. Os principais medos do investidor;

  3. Como funciona uma franqueadora;

  4. O que você precisa saber sobre franquias para começar a pesquisar opções;

  5. O investimento inicial e o investimento total;

  6. A realidade por trás de franquias de sucesso;

  7. O futuro da sua relação franqueado-franqueador;

  8. O negócio de franquias no Brasil;

Mas antes de explorar os itens acima eu quero te passar conselhos importantes, para que você possa pensar melhor sobre franquias.

Estes conselhos são a minha visão mais pura e pessoal, por isso, apenas considere aquilo que você acredita.

Faça seus próprios filtros, pelo que já estudou e busque as suas próprias verdades.

Desempenho Setor - Brasil
Desempenho Setor – Brasil

É sempre importante ter uma visão completa antes de pular de cabeça em qualquer projeto.


Complemente seu conhecimento com dicas para empreendedores: Dicas para empreendedores – do básico ao avançado


Meus conselhos:

  1. Para investir em uma franquia NÃO faça financiamento bancário, se você não tiver recursos próprios não faça;

    • É bem comum o franqueado investir todas as suas reservas para ter o negócio;
    • Uma franquia é uma empresa, portanto, não espere viver do “lucro” já no começo do negócio;
    • Trabalhe com uma perspectiva mínima de 12 meses sem tirar rendimentos do negócio;
    • Se você tiver um financiamento a pagar, isso só vai aumentar a pressão e você vai acabar fazendo besteira;
  2. NÃO ceda a pressão do franqueador para assinar o contrato com rapidez;

    • Para muitos franqueadores, a taxa de franquia paga na assinatura do contrato, é oxigênio puro;
    • A entrada da taxa de franquia no caixa do franqueador é um alívio para as despesas crescentes do negócio;
    • Alguns contratos de franquia são “leoninos” e requerem ajustes, tome cuidado;
    • Não assine o contrato de franquia sem entender a fundo cada uma das cláusulas;
    • Procure a consulta breve de um advogado, mesmo que ele não seja um especialista na área;
  3. Entenda que franquias é APENAS um caminho para a mudança que você deseja em sua vida;

    • Eu entendo a vontade de querer mudar tudo, você quer uma franquia para “ser feliz“;
    • Você acredita que uma franquia irá ser a sua aposentadoria, para deixar “rodando”;
    • Como uma franquia é um negócio, você tem outras opções: como representar uma marca ou iniciar uma marca a partir de estudos de franquias;
  4. SIM, mesmo com uma franquia você vai errar e passar por dificuldades;

    • Um negócio é uma fonte inesgotável de problemas, essa vai ser uma realidade;
    • O franqueador não será o seu “pai e mãe”, você vai ter que lutar sozinho;
    • O erro faz parte da vida do empreendedor;
  5. Você NÃO vai ficar rico com uma unidade franqueada;

    • Entenda que você estará fazendo um investimento em uma empresa, e isso representa risco com retorno no médio prazo;
    • O retorno está diretamente ligado ao seu investimento, não há mágica;
    • Muita gente acredita que ao montar uma franquia poderá sair de férias para “curtir o mundo”;
    • O retorno médio mensal representa a “devolução do seu investimento”, não é ganho real, ou seja, trabalhe de 24 a 36 meses apenas para repor o seu próprio dinheiro;
  6. Você VAI trabalhar muito mais do que imagina se quiser que sua franquia dê certo;

    • O investimento na franquia é apenas o primeiro passo, você vai ter que trabalhar muito;
    • Franquia de sucesso não é sinônimo de sucesso;
    • Esteja preparado para ser um empreendedor, você será mais empreendedor do que franqueado;
  7. SIM, você vai se sentir um empregado de luxo muitas vezes, por ter que seguir regras que não concorda;

    • Quem procura uma franquia precisa entender que as regras servem para proteger a todos;
    • Você fatalmente irá se sentir desta forma, em algum momento, mas tenha certeza: você não será um empregado de luxo;
  8. O franqueador QUER ganhar dinheiro sobre o seu trabalho, e isso não é ruim;

    • O franqueador quer que a sua unidade performe para gerar resultados, principalmente se os ganhos dele forem variáveis;
    • O franqueador não é seu inimigo ou concorrente, mas a postura de alguns franqueados é de rota de colisão. isso é ruim pra todos.
  9. NÃO monte uma franquia para arrumar uma ocupação para sua esposa/marido;

    • Esta é uma realidade bem comum, a sua vontade e determinação não é a do seu parceiro;
    • Se você quer ajudar alguém, dê caminhos e seja um facilitador no processo, apenas isso;
    • Esta situação gera um problema em dose dupla, você não terá sossego se ir adiante;

Meu objetivo aqui é te mostrar que o caminho não é ir direto em busca de franquias de sucesso, e sim te dar uma noção de ponto de partida.

E o ponto de partida é estudar sobre o assunto, conhecer a fundo as coisas boas de um programa de franquias e as coisas ruins.

Micro Franquias - Brasil
Micro Franquias – Brasil

Só depois de entender como funciona, que você deve partir para a análise de segmentos que te interessam, sobre a realidade em cada segmento e também os resultados possíveis de serem atingidos.

Por exemplo, trabalhar com alimentação, requer um esforço nos finais de semana, que é quando o consumidor busca estas soluções.

Outro exemplo, são as lojas em shoppings, que não param nunca. Você vai trabalhar neste caso, sem parar.


Você tem a opção de trabalhar por conta em casa, leia também sobre o assunto: Trabalhar em casa – isso é possível?


Agora que você recebeu uma dose considerável de informação é hora dos tópicos que eu prometi lá no início do artigo.

Tópicos de auto-ajuda ao investidor:

  1. O perfil de quem busca franquias.

São muitos perfis possíveis, mas vou me dedicar a 3.

  • O desempregado, que tem uma reserva e está a procura de uma nova oportunidade.
  • O empregado, que sonha em ser o seu próprio patrão.
  • O investidor, que tem o objetivo de montar um negócio para alguém tocar.

O desempregado, é um perfil que está precisando empreender por necessidade, logo, não é o perfil ideal para procurar por uma franquia, pois o resultado de uma franquia irá depender de tempo.

O empregado, é um bom perfil, desde que tenha reserva financeira e também use o tempo que tem no emprego para pesquisar sobre franquias de sucesso.

O investidor, é um bom perfil, pois se tiver alguém disposto e com capacidade para tocar o negócio, tendo fôlego financeiro e paciência para aguentar a fase inicial, isso é um bom começo para esse negócio.

De uma forma geral, é claro que os 3 perfis podem dar certo.

De forma genérica eu relaciono as seguintes características para o franqueado que dá certo:

  • É um sonhador, mas tem os pés no chão;
  • Sabe que vai precisar trabalhar muito, e vai “arregaçar as mangas” de verdade;
  • Não se desespera quando os problemas batem à sua porta, é apaixonado em criar soluções;
  • É humilde para aprender coisas novas, e está disposto a testar estas novidades;
  • Trabalha para contribuir com a causa, e não para competir ou destruir;
  • Assume o risco do negócio, mesmo que possa dar errado;
  • Acredita que pode vencer na vida, mas isso não vem de graça;
  • Sabe liderar equipes, deixando questões menos importantes e intrigas em segundo plano;
  • Entende que o resultado de um negócio está nos detalhes da operação;
  • Reconhece problemas, lida com eles e não reclama;

Banner com a descrição do tema Empreendedor informal

2. Os principais medos do investidor.

De uma forma breve, os medos do investidor em franquias de sucesso são os mesmos de um empreendedor de primeira viagem.

Eu digo, do empreendedor de primeira viagem, pois aqueles que já tiveram experiência à frente de negócios estão mais preparados para novos desafios.

A experiência faz a diferença quando o assunto é negócios.

O investidor tem os seguintes medos gerais:

  • Perder integralmente o seu investimento;
  • Ter a sua imagem impactada de forma negativa;
  • Ter escolhido errado o seu parceiro de negócios;
  • Ter seu patrimônio impactado por passivos do negócio;
  • Usar tempo desnecessário com a operação;

3. Como funciona uma franqueadora.

A franqueadora é a detentora de uma marca, um processo ou um know how.


Complemente seu conhecimento com o tema: Projeto empreendedor, marcas que vendem [ artigo ]


De forma bem didática possível, quando você adquire uma franquia, você está comprando um atalho.

O atalho é uma maneira mais rápida de obter o êxito em alguma coisa, mas o atalho não é a garantia de sucesso.

O sucesso será a busca constante de resultados em seu negócio, independente de ser uma franquia ou uma marca própria.

Uma franqueadora é uma gestora de marca e cobra uma taxa para que você participe do negócio.

3.1 Esta taxa inicial é chamada de Taxa de Franquia.

A taxa de franquia remunera todo o desenvolvimento do programa de franquias, desde os estudos, os testes, a comunicação, o tempo dispendido para chegar às fórmulas que dão respaldo à rede.

Para desenvolver uma rede de franquias, sem dúvida, o franqueador, investiu tempo e muito dinheiro para isso.

A taxa de franquia é paga normalmente na assinatura do contrato de exploração, uma única vez.

Algumas franqueadoras cobram a taxa de franquia na renovação do contrato.

Além da taxa de franquia há outras taxas a serem consideradas: royalties, que é um percentual do faturamento ou um valor fixo a ser pago pelo franqueado.

3.2 O royaltie

O royalty é o faturamento do franqueador e remunera a estrutura de suporte e também gera o lucro do franqueador.

Outra taxa comum é a taxa de marketing, que é um valor também percentual ou fixo, que serve para melhorias e reforço na marca e na expansão da rede.

A taxa de marketing poderá não ser usada na região do franqueado, sendo direito do franqueador usá-la da forma como julgar necessário.

Apenas, há a obrigação de que o franqueador justifique o uso das verbas de marketing anualmente.

Algumas franqueadoras não cobram royalties e optam pela venda de produtos da fábrica ao franqueado, desta forma a renda da franqueadora é variável pelas compras.

A estrutura das franqueadoras pode variar muito, sendo que em sua forma básica há uma equipe de suporte para orientar a rede de franqueados às melhores práticas de negócio.

Alguns franqueados reclamam do suporte da franqueadora mesmo pagando baixíssimas taxas de royalty.

Para que o nível de serviço seja alto, é preciso pagar por isso. E ninguém quer ter seus custos aumentados da noite para o dia.

Mesmo em franquias de sucesso, não espere suporte em tempo integral pois existe uma relação entre o atendimento, os custos, e margem para que isso aconteça de forma saudável.

4. O que você precisa saber sobre franquias para começar a pesquisar opções.

Antes de sair pesquisando pelas marcas, você precisa entender qual é a sua capacidade de investimento.

Também vai precisar entender se tem o perfil que se enquadre no que descrevi acima.

Banner com um cartoon apresentando o artigo 10 características de um empreendedor nato - do site partiuempreender

Conhecer sobre franquias não é difícil, você precisa estudar.

Você precisa saber o que significam as taxas que são cobradas e porque isso vai fazer parte da relação com a franqueadora.

Você precisa entender que tipo de suporte as franqueadoras dão para a gestão do negócio.

O entendimento de que uma franquia é uma empresa e vai necessitar de esforço para dar certo, é o princípio de que nada vai acontecer se você não fizer.

5. O investimento inicial e o investimento total.

Este é um ponto confuso para muita gente.

Investimento inicial é o desembolso que você irá fazer para por o seu negócio funcionando.

Pode incluir no investimento inicial: taxa de franquia, infra-estrutura, reformas, equipamentos. Também despesas operacionais iniciais como: aluguéis, funcionários, energia, matéria-prima.

O investimento inicial é uma referência “inicial”, por isso fique atento a esta denominação.

O investimento total, inclui o investimento inicial e a previsão de capital de giro que você poderá ter que utilizar para que sua empresa consiga seguir adiante.

Fique atento à isso.


No banner abaixo deixo um desconto no meu curso online sobre Como vender mais e melhor.

[ de: R$ 99,90 por R$19,90 ] use 30 segundos, e confira o programa do curso.

Banner com a descrição do curso Promoção de Vendas de Rodrigo Miranda


6. A realidade por trás de franquias de sucesso.

Todo mundo quer fazer sucesso. E o termo franquia associado à sucesso parece ser o segredo dos vencedores.

Mas afinal, o que são franquias de sucesso?

Na minha visão, deveriam ser aquelas que tem o maior número de casos de sucesso entre todas.

Mas na verdade, todo mundo diz que a sua franquia é de sucesso, e muitas vezes, o “circo” é muito bem montado até que o contrato de franquia seja assinado.

O candidato à franquia, não tem experiência em identificar os bons negócios dos não tão bons.

Mas existem alguns cuidados que você pode tomar para não cair em frias:

  • Após o exame de informações sobre o franqueador, peça a COF (Circular de Oferta de Franquias), este documento é um raio X do franqueador;
  • Vá direto ao ponto, e solicite os dados de contato de franqueados que já encerraram a operação, bem como dos que estão bem, segundo o franqueador;
  • Visite páginas como reclameaqui para entender a reputação da marca, confronte número de unidades versus número de reclamações;
  • Não assine contrato de franquia sem conhecer a franqueadora fisicamente;
  • Se o franqueador fizer questão de mostrar coisas não tão boas do seu programa, isso tem valor;
  • Entenda como será o tratamento da franqueadora com você, você será mais um?
  • Pergunte no detalhe como que é a realidade do dia a dia da operação e se possível passe um dia inteiro em uma unidade;

A realidade por trás de franquias de sucesso é a de que as verdadeiras franquias de sucesso custam caro.

O franqueador também quer ter certeza de que o candidato tem condições de tocar o negócio e preferencialmente de forma exclusiva.

Em franquias de sucesso, você vai pagar a taxa de franquia, mas isso não te dará o direito de querer mudar o negócio do “dono da marca”.

Franquias de sucesso não são aquelas que estão enchendo a sua cidade, pelo contrário, uma rápida expansão em uma região poderá saturar o mercado potencial antes do que se imagina.

Franquias de sucesso verdadeiro estarão pouco acessíveis para a maioria dos candidatos, é bem comum os franqueados mais antigos e capitalizados terem prioridade para aquisição de unidades.

Adquirir uma franquia de sucesso não é um processo simples: você vai precisar ter dinheiro e você vai precisar te o perfil vencedor. Essa é a realidade.

A escolha não será sua.


No banner abaixo deixo um desconto no meu curso online sobre Plano de Negócios.

[ de: R$ 99,90 por R$19,90 ] use 30 segundos, e confira o programa do curso.

banner com a descrição do curso online sobre Plano de Negócios de Rodrigo Miranda

 


7. O futuro da sua relação franqueado e franqueador.

A relação não é de cliente-fornecedor e nem de comprador-vendedor.

Como toda a relação, vai levar tempo para que o franqueador entenda que vale a pena investir tempo e recursos em você.

No início do negócio, a sua visão será como no começo de um namoro. A paixão irá te deixar cego.

Com o surgimento dos problemas, a relação começa a ser testada de verdade, e muitos franqueados “culpam” o franqueador pelo fraco desempenho individual da sua empresa.

Eu tive casos de franqueados, que mal haviam lançado as suas operações, já saíram para viajar por 30 dias.

Um negócio é para ser sério, é preciso de dedicação, esforço, construção de um time e por aí vai.

A relação se desgasta com o tempo.

É necessário construir uma ponte entre as suas necessidades e prioridades e as necessidades e prioridades do franqueador.

O franqueador detêm a maior força na equação, e você precisa ser inteligente para não misturar as coisas, foque no seu negócio e faça dar certo.

Mesmo que você esteja unido com outros empresários, é importante não construir uma barreira nesta relação, pois o saldo final será trágico.

Você é um franqueado, você é um empresário, aproveite para fazer o seu dinheiro com a marca que adquiriu para explorar.

Não entre em rota de colisão.

8. O negócio de franquias no Brasil.

Para encerrar os tópicos sobre o assunto e antes de ir atrás das suas pesquisas de marca, conheça um pouco dos números do negócio de franquias no Brasil.

Chegamos ao final do artigo e espero ter contribuído para que você comece a explorar mais sobre o tema.

No início do texto eu mencionei que deixaria um presente para você, então aqui abaixo, seguem as 50 maiores franqueadoras do Brasil, cases reais de franquias de sucesso.

50 Franquias de Sucesso
50 Franquias de Sucesso

Aproveite para baixar os materiais que deixei, é uma forma de ter uma visão sobre o setor e complementar tudo que vem pela frente de conhecimento.

Um abraço e até a próxima! Rodrigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =