As limitações para o empreendedorismo no Brasil

Tempo de leitura: 6 minutos

Empreendedorismo no Brasil, conheça neste artigo quais as limitações para você.

Se você tem o sonho de montar um negócio, saiba que o Brasil é uma terra de oportunidades.

muitas opções de negócio que podem ser montados por aqui. Mas você terá algumas pedras no caminho.

Se voltarmos aproximadamente ao início dos anos 2000, o conhecimento sobre negócios se restringia ao universo adulto.

Jovens, universitários tinham acesso aos cases de negócio e empreendedorismo através de revistas, sites especializados e livros.

A cultura empreendedora parecia estar bem distante de nossa realidade possível.

O esforço para aprendermos sobre negócios, empresas e oportunidades era relativamente grande.

Não tínhamos tanta informação, não tínhamos tantas pessoas contribuindo para a nossa geração de empreendedores iniciantes.

O empreendedorismo no Brasil era pouco difundido, e o conceito de empreender era pouco popular.

As faculdades de administração apresentavam suas teorias, mas as práticas de como fazer eram restritas.

Quando eu montei o meu primeiro negócio, as minhas pesquisas foram baseadas em literatura do Sebrae.

O Sebrae é um primeiro acesso à informação que você poderá utilizar: Site de negócios – Sebrae

Quando tiver um tempinho, clique na figura abaixo e conheça meu curso de empreendedorismo na prática.

Dois livros de empreendedorismo sobre a mesa
Clique na imagem e conheça o curso Empreendedorismo

Mas hoje, quase duas décadas depois, temos à nossa mão conteúdos muito ricos e completos sobre empreendedorismo.

Além de conteúdos, o empreendedorismo no Brasil evolui intensamente nas seguintes frentes:

  • Investidores anjo com apetite por projetos e ideias inovadoras;
  • Líderes empresariais que estão dispostos à transferir seus conhecimentos;
  • Conteúdos de alto nível disponíveis em redes sociais para quem busca conhecimento;
  • Plataformas de cursos online com treinamentos completos sobre negócios;
  • Jovens dispostos à empreender em detrimento de buscarem emprego;

De fato, o empreendedorismo anda de vento em poupa.

Agora, mesmo que exista um ambiente propício para negócios e estímulo ao empreendedorismo há fatores que vão limitar as suas iniciativas.

Conheça a seguir quais são as limitações ao empreendedorismo no Brasil:

#1 Carga tributária sem contra partidas públicas;

Por mais que exista o “Super Simples”, que é uma simplificação de impostos para o empreendedor de micro e pequena empresa, a carga tributária abocanha uma parcela muito significativa do empresário que está começando.

Além de pagar os impostos, o empreendedor precisa cuidar de atividades que deveriam ser de responsabilidade pública, tal como sistemas de segurança para evitar roubos.

O governo cobra através de impostos, mas não gera contra partidas que possam facilitar a vida dos empreendedores.

#2 Consolidação das leis trabalhistas;

As leis do trabalho dificultam a flexibilização de contratação de mão de obra no Brasil, o empreendedor de primeira viagem não está acostumado com tantos cuidados e proteção que a lei prevê.

As leis do trabalho contribuem para uma relação fria e de direitos e deveres entre as partes, que na maioria das vezes acaba indo aos tribunais do trabalho, que são máquinas de destruir valor e moral de empreendedores que estão iniciando.

#3 Cultura paternalista dos empregados;

O empreendedor é responsabilizado por um processo de educação que não vem de berço, a gestão de atitudes, habilidades e conhecimento para níveis operacionais é muito crítica para o bom desempenho do trabalho.

Sim, você vai ter que ajudar os seus colaboradores em todas as áreas da vida dos mesmos, inclusive em relação a gestão financeira para que eles não se percam no uso de cartão de crédito e limites de contas bancárias.

#4 Falta de proteção ao investidor;

O investidor financeiro possui responsabilidade civil e criminal, quando aporta recursos em empresas de pequeno e médio porte.

Há iniciativas de que isso mude, mas ainda está restrita à contratos muito bem descritos por escritórios de advogados que custam caro.

#5 Cultura de que o lucro é um mal necessário;

Fazer dinheiro no Brasil através de um negócio é considerado um “pecado capital”.

Se empreender no Brasil gera ganhos muito significativos o empresário está “tirando” uma parte do seu lucro dos seus funcionários.

#6 Prestadores de serviço fracos;

Para dar suporte ao seu pequeno negócio, você irá precisar de: contadores, advogados, recrutadores de pessoal, parceiros de comunicação e mídia.

Tome cuidado na hora de selecionar o seu prestador de serviços, o preço baixo de hoje vai lhe custar caro no futuro.

Para selecionar bons prestadores de serviço:

  • Opte por quem tem disponibilidade para te atender quando você precisar;
  • Opte por prestadores que vão te ajudar a resolver problemas, e não aqueles que vão apenas tocar rotina;
  • Opte por prestadores que estão se atualizando pelo mercado e não pararam no tempo;

#7 Falta de profissionalismo generalizado;

Se você espera que seu fornecedor esteja alinhado às suas expectativas tome cuidado, pois é muito comum no Brasil:

  • Reuniões marcadas onde as pessoas ignoram o horário marcado;
  • Entregar insumos para o seu negócio sem garantir níveis aceitáveis de qualidade;
  • Alterar preços sem comunicação prévia;
  • Querer ganhar o máximo possível no curto prazo em detrimento de uma parceria verdadeira;

#8 Créditos bancários longe de serem acessíveis;

Se você espera que os bancos, mesmo os públicos possuam linhas de crédito aceitáveis para que você melhore o seu negócio, esqueça.

O seu gerente bancário está mais preocupado com a venda de produtos e serviços para você, do que com o sucesso do seu negócio.


Acima quis relacionar algumas dificuldades que você irá encontrar para por de pé o seu negócio.

As questões, que limitam o seu desenvolvimento são comuns à todos os setores da economia e fazem parte.

Há sinais de mudança, mas ainda estamos longe de sermos um país produtivo e responsável com nossas empresas.

O empreendedorismo no Brasil ainda engatinha, quando nossos empreendedores são considerados “exploradores da sociedade”.

Enquanto perdemos tempo nos esforçando para quebrarmos empresas, nossa população empobrece.

O governo poderia deixar de atrapalhar a iniciativa empreendedora. Mas esta realidade ainda é distante.

Quando falo em governo, falo do funcionalismo público (de forma genérica), que consome a energia de quem quer transformar de verdade a sociedade para melhor.

Há servidores que estão alinhados à melhoria e desempenho de nossas empresas? Sim, mas são exceções.

O mercado está mudando, mas ainda estamos longe de sermos um país sério com os empreendedores.

Se vale a pena empreender?

Sim, mas as barreiras precisam estar claras, e você precisa saber que isso é a realidade.

Espero ter contribuído com o seu conhecimento sobre o empreendedorismo no Brasil.

Se você quiser saber mais sobre empreendedorismo escrevi outros artigos sobre o tema:

Características de um empreendedor natoInvista em empreendedorismoComo ser um bom vendedor

Livro sobre empreendedorismo que trata sobre desafios e oportunidades em empresas familiares
Conheça os cursos sobre empreendedorismo do Rodrigo Miranga

Conheça também meu curso online grátis, clique na figura abaixo:

Um abraço e até a próxima! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + dezesseis =